Plantio de mudas no Residencial Verona

Várias pessoas participaram da ação ambiental na nascente do Riacho Capivara

Com o objetivo de contribuir com reflorestamento e proporcionar um ambiente mais ecológico para as famílias, a BrDU Urbanismo organizou  uma ação de plantio de mudas na Área de Preservação Permanente (APP) do Residencial Verona na manhã do último sábado (28) e contou com a ajuda dos moradores do empreendimento. Na ocasião, foi realizada também a 2ª edição do “BrDU Itinerante”.

Clientes BrDU Urbanismo

A extensão do plantio é localizada às margens do Riacho Capivara, a escolha do local busca fortalecer e preservar a nascente do riacho e evitar o assorea

mento.

O gerente e organizador da ação, Kell Batista, explica que iniciativas como estas são essenciais para a sustentabilidade. “Além de oportunizarmos experiências construtivas para os moradores, acerca do desejo de melhorar o mundo através da natureza, também conscientizamos eles sobre o importante papel de contribuir para a preservação do meio ambiente”.

Durante a ação, foram plantadas mais de 500 mudas de árvores de espécies frutíferas e ornamentais como pés de buriti, manga, jaca, aroeira, mogno, palmeira de jerivá e ipês amarelo, branco, rosa e roxo.

“Eu gostei muito da ação! Foi muito bom ter um momento de atividade em família, poder trazer meus filhos para participarem e aprenderem como plantar é muito gratificante. Sem contar a importância de deixar natureza para o futuro dos nossos filhos e netos. Então foi muito bom”, Lubiane Oliveira, moradora do Residencial Verona.

Essa foi a terceira etapa do plantio, que pretende se estender em um programa organizado pelos moradores e a equipe da construtora. “Estamos tentando fazer a implantação de um programa de arborização urbana nos espaços públicos e nas áreas de preservação. Essa é a terceira vez que plantamos árvores, pois vemos a proteção e cuidado ao meio ambiente como um desafio a ser cumprido”, conclui Batista.

 

Assessoria de Imprensa

Leia mais

13º salário injetará R$ 2,8 bilhões na economia do Maranhão

Até o dia 20 de dezembro, cerca de 1,7 milhão de trabalhadores do estado devem receber o 13º salário

A economia do Maranhão terá a injeção de mais de R$ 2,8 bilhões com o pagamento do 13º salário aos trabalhadores do mercado formal, incluindo os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Até o dia 20 de dezembro, cerca de 1,7 milhão de trabalhadores do estado devem receber o 13º salário, segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

No Maranhão, 39,9% dos beneficiários do 13º salário se referem aos assalariados do setor público e privado e empregados domésticos com carteira assinada, que, juntos, receberão R$ 1,6 bilhão (56,1%). Já os aposentados e pensionistas, que integram o Regime Geral da Previdência Social e Regime Próprio do Estado e Municípios, correspondem a 60,1% dos beneficiários, e juntos receberão R$ 1,2 bilhão (43,9%).

Utilização do 13º salário 

Para o economista Nicodemos Araújo Costa, professor do curso de Economia da Uema, a injeção do 13º salário mantém a roda da economia ativa, aumentando o consumo, a produtividade, a geração de empregos e a arrecadação de impostos. “Qualquer recurso injetado na economia tem um impacto positivo porque aumenta o consumo. Aumentando o consumo, as empresas vão produzir mais; produzindo mais, elas vão gerar mais riqueza, mais tributos, mais empregos. É bom para todo mundo”, destaca.

Pesquisa realizada pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), com 1.045 consumidores, apurou que 85% dos entrevistados pretendem utilizar o 13º para pagar dívidas contraídas.

A maioria (94%) dos entrevistados tem dívidas no cheque especial e no cartão de crédito. Esta é a linha com maior peso na composição das dívidas em aberto dos consumidores, atingindo em 2017 51% do total. O cheque especial responde por 43% do saldo devedor. Apenas 5% dos entrevistados presentem usar o dinheiro extra para comprar presente. Neste ano, os produtos que mais devem atrair os recursos do 13º serão roupas (70%), celulares (61%) e bens diversos (59%).

 

Quem tem direito a receber

Tem direito à gratificação natalina todo trabalhador com carteira assinada: trabalhadores domésticos, rurais, urbanos ou avulsos. A partir de 15 dias de serviço, o trabalhador já passa a ter direito a receber o 13º salário. Também recebem a gratificação os aposentados e pensionistas do INSS. O pagamento da primeira parcela pode ocorrer também, a pedido do trabalhador, por ocasião de suas férias, mas, neste caso, ele deve solicitar por escrito ao empregador até o mês de janeiro do respectivo ano.

Caso a data máxima de pagamento do 13º caia em um domingo ou feriado, o empregador deve antecipar o pagamento para o último dia útil anterior. O 13º não pode ser pago em uma única parcela. Se ocorrer, o empregado pode ser processado e estará sujeito à multa.

O trabalhador também terá direito a receber a gratificação quando da extinção do contrato de trabalho, seja por prazo determinado, por pedido de dispensa pelo empregado, ou por dispensa do empregador, mesmo ocorrendo antes do mês de dezembro. Só não tem direito ao décimo terceiro o empregado dispensado por justa causa. Saiba mais 

Fonte: O Imparcial

Imóveis em Imperatriz

Campanha Black Desconto

 

Leia mais